Para conectar uma câmera na Monuv você precisará de:

  • Um equipamento compatível com a plataforma
  • Rede de internet com banda de upload mínima
  • IP fixo ou serviço de DDNS

Equipamentos compatíveis com o armazenamento em nuvem

A plataforma de monitoramento em nuvem da Monuv é compatível com câmeras IP, DVRs e NVRs que possuam:

  • Protocolo RTSP
  • Compressão de vídeo h264

⚠ Caso seu equipamento seja compatível com a conexão P2P da Monuv, você poderá conectar essa câmera IP ou DVR utilizando este protocolo neste caso não será necessário a parametrização de uma url RTSP.

Envie uma mensagem no chat da plataforma ou um email para suporte@monuv.com.br para verificar se o seu equipamento é compatível e o custo da conexão via P2P.

São raros os equipamentos que não atendam esses critérios.
Veja abaixo a lista dos mais de 40 fabricantes homologados na plataforma. 

Caso o seu equipamento atenda aos requisitos, mas não esteja na lista de fabricantes homologados você pode selecionar a opção "Genérico" no campo "Fabricante" e fazer o cadastro informando a url RTSP no campo "Url RTSP" que aparecerá na tela de cadastro de câmera.

Caso não saiba a url RTSP do seu equipamento consulte o suporte do fabricante.

Calculando a banda a banda de upload mínima

Para descobrir qual será o consumo de banda pelas câmeras você deve considerar:
✓ Quantidade de câmeras que deseja conectar
✓ Resolução de cada câmera / streaming que será enviada para nuvem
✓ Taxa de FPS de cada câmera (recomendado 10 fps)

Depois basta acessar a calculadora de banda disponível nos apps Monuv e Câmera Nuvem para saber qual será o consumo total de banda de upload para envio das imagens das câmeras para a nuvem.

⚠ Quanto maior a resolução e FPS, maior será o consumo de banda de upload na internet do cliente. Lembrando que a câmera em nuvem não consome banda de download, mas APENAS banda de upload.

Use um Teste de velocidade a partir da rede do cliente para consultar a banda de upload disponível e saber quantas câmeras podem ser conectadas naquela rede.

Considere que as câmeras não devem consumir mais do que 70% da banda de upload disponível.

Configurando IP fixo ou serviço de DDNS

O DDNS é um serviço que garante que um IP dinâmico esteja sempre atualizado.

Então ao menos que você tenha um IP fixo disponível, se você não quiser perder a conexão da câmera quando o provedor alterar o IP externo do seu roteador, você precisará de um DDNS.

Alguns fabricantes de CFTV e de roteadores disponibilizam o serviço de DDNS grátis. Vale a pena consultar se a marca que você está utilizando disponibiliza. Caso não disponibilize, você precisará identificar qual serviço está integrado a sua câmera ou roteador para contratar um DDNS. São populares o serviço de DDNS do DynDNS e noIP.

Abaixo um rápido exemplo de configuração de DDNS da Intelbras. Você pode consultar outros exemplos mais completos neste artigo.

⚠ Como o DDNS garante que o IP do roteador esteja sempre atualizado, você não precisará de um DDNS por câmera ou DVR, mas apenas um DDNS por rede de internet.

Encontrou sua resposta?