CGNAT (Carrier Grade NAT) é uma técnica de tradução de grande porte que vem sendo praticada por algumas operadoras de telecomunicações que não possuem mais endereços IPv4 disponíveis e, portanto, se encontram em situação crítica.

Essa prática consiste em aplicar o NAT na própria rede da operadora, antes mesmo de chegar ao usuário, entregando para seu cliente um endereço privado, conforme ilustrado na figura abaixo.

Então o CGNAT nada mais faz do que compartilhar um endereço IP externo (público) entre múltiplos endereços IP locais (privados).

Qual o problema de estar numa rede CGNAT

O problema de estar em uma rede CGNAT é a incapacidade de qualquer aplicação localizar ao roteador na rede de internet através do endereço IP. Isso equivale dizer que o IP externo do seu roteador não é único, por isso dizemos que ele não é válido.

Na prática isso faz com que seja impossível fazer o encaminhamento de portas e, portanto, se torna inviável fazer a conexão da câmera na Monuv através do protocolo RTSP.

Caso seu equipamento seja compatível com a conexão P2P da Monuv, você ainda poderá conectar essa câmera ip ou DVR.

Envie uma mensagem no chat ou um email para suporte@monuv.com.br para verificar se o seu equipamento é compatível e o custo da conexão via P2P. 

Como saber se estou em uma rede CGNAT

Para saber se você está em uma rede CGNAT precisamos identificar o IP externo do roteador.

Para identificar o IP externo você deverá acessar a interface de configuração do roteador através do endereço de acesso que pode ser localizado de 2 maneiras:

A) Etiqueta no próprio roteador

B) Usando o software Advanced IP Scanner para encontrar o roteador e seu endereço na rede. Procure na lista o nome da marca do roteador e use os dados exibidos na coluna IP.

Uma vez que tenha acessado a interface do roteador procure pelo endereço IP público na aba status. Ele também pode ser chamado de:

  • Endereço WAN
  • IP WAN
  • IP externo

Caso o IP externo comece com 100.64.x.x já é possível determinar que a sua rede está em CGNAT. Caso não ainda é necessário fazer mais um passo para verificar com certeza.

Acesse o site meuip.com.br para obter o endereço IP publicado.

Compare o endereço IP externo obtido no roteador com o IP obtido no site:

Se os IPs forem diferentes sua rede é CGNAT.

O que fazer se a rede estiver em CGNAT

Além da conexão P2P da câmera ou DVR existem algumas ações que você pode fazer para lidar com uma rede em CGNAT

Com o provedor

a) Solicitar ao provedor de internet que atribua um IP válido à sua rede

b) Solicitar ao provedor de internet que faça o encaminhamento de portas (indique quantas portas você irá precisar)

Apesar dos provedores apresentarem certa resistência, é possível negociar. Diversos parceiros obtiveram sucesso desta forma. Abaixo um depoimento:

Através de uma Virtual Private Network

É possível criar uma VPN (Virtual Private Network) entre a Monuv e a rede do seu cliente. Essa é uma solução para clientes corporativos uma vez que a criação de uma VPN dedicada implicará em custos adicionais ao projeto.

Encontrou sua resposta?